DF: Distritais aprovam apoio a rodoviários e cobram intermediação do GDF

A Câmara Legislativa aprovou no começo da noite desta terça-feira (9) uma moção de apoio e solidariedade aos rodoviários, em greve desde ontem, e cobrando a intermediação do governo do Distrito Federal para encerrar o movimento. Durante a sessão ordinária, vários deputados se manifestaram sobre o tema e criticaram duramente o secretário de Mobilidade Urbana, Carlos Tomé, pela declaração de que o GDF não teria nada a ver com a greve dos rodoviários.

O líder do PT, deputado Chico Vigilante, classificou a declaração de irresponsável e condenou o comportamento do secretário. Segundo ele, o transporte público é uma concessão pública e, portanto, assunto do governo. "Os rodoviários estão sem data base e reivindicando seus direitos. O governo é responsável por fazer a intermediação com os empresários e não pode lavar suas mãos e prejudicar mais de um milhão de usuários", completou.

O deputado Wellington Luiz (PMDB) disse que ficou estarrecido com a declaração do secretário. "Faltou compromisso e respeito do secretário", lamentou. Para ele, é preocupante que o governo queira lavar as mãos "mais uma vez". "Assim tá virando o governo do Deus dará", assinalou.

Fonte: CLDF