DF: Obras de ampliação da nova Ponte do Bragueto só devem começar em junho

Marcado para o ano passado, o início das obras de ampliação da Ponte do Bragueto continua incerto. O governo tem projeto pronto e empresa licitada para executá-lo. Falta, porém, a verba de R$ 86,5 milhões ser liberada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A expectativa do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) é de que as obras comecem em 45 dias. Essa quantia deve ser liberada com outros R$ 72,5 milhões, para a construção da via expressa Torto-Colorado — que também já tem planta e executor —, na Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia).

Enquanto o problema segue sem solução, moradores do Lago Norte, de Sobradinho e de Planaltina que trabalham no Plano Piloto continuarão a enfrentar os engarrafamentos diários nos horários de pico da manhã e da noite na via. De manhã, para quem mora no Lago, por exemplo, o engarrafamento para sair da cidade chega à QI 3 e, à noite, para quem pega o Eixão rumo à Saída Norte, a lentidão chega até a altura da 110/210 Norte. E o trânsito segue intenso para quem vai de carro ou ônibus para outras regiões administrativas. Nesse caso, a construção da via expressa Torto-Colorado também desafogaria parte do trânsito.

O presidente da Associação de Moradores do Lago Norte, Fernando Varanda, se queixa da demora em solucionar o problema. Ele lembra que a pista principal da região administrativa não tem recuo para os ônibus, o que agrava ainda mais a lentidão. Apesar de considerar que a situação exige uma resolução urgente, Varanda demonstra ceticismo ao falar no início das obras. “A volta para casa, à noite, é sempre o pior horário. É urgente a construção das pontes paralelas ao Bragueto. Essa crise financeira do Governo do Distrito Federal prejudica todas as áreas. Ficamos sem verba, sem decisão, nada anda, nada se faz, e a burocracia é enorme”, lamenta.

Além do tráfego intenso, a Ponte do Bragueto apresenta sinais de deterioração em toda a estrutura, e precisa urgentemente de reforços, segundo Dikran Berberian, professor de engenharia da Universidade de Brasília (UnB) e especialista em patologias de edificações. Na opinião dele, embora o GDF enfrente uma crise financeira, a manutenção das pontes deve ser uma prioridade. “A Ponte do Bragueto já foi reforçada duas vezes e tem todos os sintomas de que precisa de reforma urgente: trincas na laje inferior, ondulação na parte superior; basta olhar o corrimão que se nota. Isso é sinal de que está na hora de fazer um novo reforço”, afirma.

Fonte: Correio Braziliense