DF: Câmara Legislativa aprova financiamento para mobilidade

As grandes obras de mobilidade urbana no Distrito Federal devem sair do papel até o fim do ano. A Câmara Legislativa aprovou, na noite desta terça-feira (5), por unanimidade, um projeto de lei de autoria do Executivo autorizando o governo de Brasília a financiar R$ 737.100.000,00 junto à Caixa Econômica Federal (CEF). A contrapartida do Executivo local será de R$ 75.735.911,92, totalizando um investimento de R$ 812.835.911,92.

O dinheiro tornará possíveis empreendimentos do Pacto da Mobilidade, como a compra de 10 trens para o metrô, o término das obras de três estações na Asa Sul e o início da construção do Expresso Norte, corredor exclusivo que ligará Planaltina ao Plano Piloto.

A Caixa deve validar a operação de crédito nos próximos dias, e a expectativa é que saia no meio do ano a licitação para contratar as empresas responsáveis pela execução dos projetos. Com isso, a previsão é iniciar as obras no segundo semestre.

O Expresso Norte terá 35 quilômetros de corredores exclusivos e atenderá cerca de 300 mil usuários do transporte público. Os mais beneficiados serão os moradores de Planaltina e Sobradinho, que hoje enfrentam grandes engarrafamentos na BR-020. A obra deve custar R$ 375 milhões.

Melhorias no metrô

O recurso federal também será usado para melhorar o sistema metroviário. O presidente da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF), Marcelo Dourado, afirma que, do montante, R$ 435 milhões serão empregados na modernização do transporte sobre trilhos. "Usaremos R$ 78 milhões para terminar as estações das Quadras 104, 106 e 110 Sul, R$ 126 milhões para adquirir material rodante — os chamados VLTs — e R$ 231 milhões para comprar 10 trens."

O secretário de Relações Institucionais e Sociais, Marcos Dantas, acompanhou a votação e destacou os benefícios da medida para a população do Distrito Federal. "As melhorias nesses serviços vão aumentar a qualidade de vida de quem passa horas no trânsito", afirmou.

Já o líder do governo na Câmara Legislativa, deputado Julio Cesar Ribeiro (PRB), chamou a atenção para o fato de os parlamentares estarem alinhados em acompanhar o Executivo em ações de interesse dos moradores. "A Casa deu, mais uma vez, uma demonstração de que vai ajudar o governo a fazer uma boa administração. Foram 15 votos a favor e nenhum contra", observou.

Fonte: Agência Brasília