DF: Roubos a ônibus caíram 28,3% em relação a 2014, diz Secretaria de Segurança

Um dia após protesto de rodoviários e passageiros que fechou a Estrutural e causou tumulto no trânsito pela manhã, a Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social afirmou que crimes desse tipo sofreram redução de 28,3% no primeiro trimestre de 2015 em relação ao mesmo período no ano passado. A pasta contabiliza 510 registros de janeiro a março agora contra 711 dos três primeiros meses de 2014.

A queda na Estrutural, ainda segundo a pasta, foi ainda mais expressiva: 29%, sendo 63 em 2014 e 45 em 2015. Em Samambaia, redução de 10% – 125 casos em 2014, 113 em 2015. Em Ceilândia, caiu de 162 casos para 141 (12%). As três regiões concentram mais de metade (57,8%) dos roubos a coletivo em todo o Distrito Federal.

Destacados como uma "prioridade da política de segurança pública desenvolvida neste governo", os roubos a coletivo serão alvo de diversas ações no Programa Pacto pela Vida, implantado pelo ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (morto em 2014) e trazido ao DF por Rodrigo Rollemberg (PSB). Seguem os passos a serem tomados, como colocados na nota enviada pela pasta:

"1) Envio de informações estatísticas para os batalhões de polícia para que direcionem ações de policiamento;

2) Criação de um grupo de trabalho que terá a função de se articular com os representantes das empresas de ônibus, dos sindicatos de cobradores e motoristas, das secretarias e demais órgãos do governo para a busca de ações conjuntas;

3) O grupo de trabalho seguirá a sistemática do Programa Pacto pela Vida, política de governança que prevê ações conjuntas entre os órgãos de governo, o empresariado e a sociedade civil para produzir soluções que impactam a segurança a médio e longo prazo como, por exemplo, melhoria da iluminação nas áreas mais afetadas, mudança dos itinerários dos ônibus e substituição do dinheiro por bilhetagem eletrônica;

Além disso, será intensificada a Operação Coletivo, que consiste em abordagens sistemáticas a ônibus nas diferentes regiões administrativas do DF. Desde o início do ano, a PMDF tem feito duas blitzes semanais em cada uma das regiões administrativas com a abordagem de pelo menos 50 ônibus. Nas regiões foco do problema, estas blitzes serão intensificadas."

Fonte: DFTrans