DF: Protesto de rodoviários interdita a via Estrutural

Rodoviários e moradores fecharam os dois sentidos da Estrutural, no Distrito Federal, na manhã desta quinta-feira (23) em protesto pelo alto número de assaltos a ônibus na região administrativa. O trânsito no local ficou congestionado. Às 8h10, os dois sentidos da via haviam sido liberados. Às 9h, parte da entrada da Estrutural continuava bloqueada por ônibus. Veja o trânsito nas principais vias do DF.

Segundo a Polícia Militar, cerca de 150 pessoas participaram da manifestação. Uma pessoa foi detida, mas liberada minutos depois. Para liberar a via Estrutural, a corporação chegou a usar spray de pimenta. De acordo com o Sindicato dos Rodoviários do DF, o ato foi motivado pelos oito assaltos que ocorreram entre esta quarta e quinta-feira na região.

O protesto começou quando motoristas e cobradores usaram os ônibus para bloquear a entrada da Estrutural no início da manhã. Estudantes que participavam do ato seguiram para a DF-095 e fecharam os dois sentidos da via com pedaços de madeira.

Segundo a PM, a manifestação foi iniciada por rodoviários das empresas Piracicabana e São José. O G1 entrou em contato com as empresas, mas elas informaram que não vão comentar o protesto.

O motorista Roberto Martins disse que já foi assaltado e reclama da falta de policiamento na região. "O primeiro ônibus sai às 5h20, só que das 22h às 8h não tem viatura nem polícia na Estrutural inteira. Chegam a fazer oito assaltos por dia", disse.

O rodoviário Júlio César dos Santos afirmou que conta com o apoio da população para se proteger e que o ato busca a segurança de todos. "Do jeito que está não tem como continuar. Tentaram me assaltar, reagi e o ladrão meteu a faca na minha mão. Agridem todo mundo. Queremos segurança para a gente e para os passageiros."

O administrador da Estrutural, Evanildo Macedo, disse ao G1 que o número de apreensões de armas brancas e de fogo têm aumentado e que a polícia tem realizado prisões constantes. "O problema é a lei. O menor vai para a delegacia e é solto antes mesmo do policial acabar a ocorrência. As áreas em que eles também pedem por mais segurança são as invasões mais recentes", afirmou.

O diretor do Sindicato dos Rodoviários do DF, Marcos Júnior, falou que foram 178 assaltos a ônibus na capital federal somente neste ano. Ele não soube informar quantos aconteceram na Estrutural.

"A reivindicação é que haja policiamento ostensivo, policiais à paisana nos ônibus, blitz itinerante e reuniões frequentes com o governo para relatar a situação."

Fonte: G1 DF