Entorno DF: Santo Antônio do Descoberto estuda barrar aumento das passagens de ônibus

Por Rafael Martins

A Prefeitura de Santo Antônio do Descoberto estuda junto à Procuradoria do Município ações na Justiça para barrar o aumento de 18,39% nas passagens de ônibus que ligam a cidade ao DF, autorizado pela ANTT.

O município ainda cobra a quebra do monopólio da Taguatur. Ainda em 2013, a cooperativa Grande Brasília passou a operar na cidade mediante liminar da Justiça Federal, porém, segundo alguns passageiros, os ônibus só circulam no horário de pico.

A licitação do semiurbano promovida pela Agência, o qual as linhas que ligam SAD ao DF estão inclusas no Lote 1, não tem sequer previsão de acontecer, uma vez que o referido Lote foi o único que não teve proponente.

A Agência esclarece que em relação aos Lotes em que não há proponentes habilitados (Lote 1), está analisando o melhor procedimento a ser adotado para o oferecimento dessas linhas futuramente e divulgará a decisão o mais breve possível, o que não comprometerá os demais Lotes.

Confira a íntegra da nota da Prefeitura de Santo Antônio do Descoberto

A Prefeitura Municipal de Santo Antônio do Descoberto repudia o reajuste de 18,39% sobre a tarifa do transporte semiurbano de passageiros realizado entre o Distrito Federal e os municípios do Entorno divulgado pela ANTT, por meio da resolução 4.595. Segundo a publicação os novos valores passam a vigorar a partir do próximo domingo, 15 de fevereiro.

A população do nosso município já sofre há anos com altas tarifas, ônibus lotados e diversos outros transtornos relacionados ao transporte interestadual e este aumento é mais que abusivo considerando o serviço que é prestado.

Além de tudo isso, o monopólio da empresa Taguatur continua mesmo após a ANTT ter prometido a este município, em 2013, que iria emitir uma autorização emergencial para outra empresa, mas como todos sabem, ficou somente na promessa.

Apesar de a ANTT informar que aumento inclui Santo Antônio do Descoberto (Protocolo de atendimento: 2345725), no texto disponível do site da empresa fala sobre os “benefícios” gerados pelos os lotes Licitados, ou seja, a população de Santo Antônio perde mais uma vez, não teve os serviços licitados e agora tem aumento proporcional aos outros municípios licitados no lote.

O prefeito municipal Itamar Lemes acionou Procuradoria do Município para estudar uma medida judicial com o objetivo de evitar tais abusos.

Lote 1

O Lote 1 conta com uma frota de 321 ônibus e 104 linhas com uma demanda estimada em mais de 20 milhões de passageiros por ano.