DF: Empresas têm prejuízos por causa do problema no sistema de bilhetagem eletrônica

Por causa de falhas no sistema, grandes filas estão se formando nos postos do DFTrans. Só é possível recarregar o vale estudantil. Algumas empresas estão pagando a passagem em dinheiro para evitar que atrasos e faltas dos funcionários.

No posto do Conic, as filas já estavam enormes às 06h e dezenas de pessoas a espera do atendimento para a recarga ou retirada dos cartões. Os passageiros que precisam fazer a recarga continuam a encontrar dificuldades e os transtornos só aumentam. A informação que chega aos usuários é a mesma: o sistema está fora do ar.

Em Taguatinga, a situação é mais grave: a fila dava voltas no quarteirão ainda a faltar somente 30 minutos para a abertura do posto. Às 08h da manhã o posto começou o atendimento, mas nem todas as recargas estavam disponíveis. Só era possível recarregar o passe estudantil.

Por conta destes transtornos, muitas empresas do DF optam por pagar as passagens dos funcionários em dinheiro para evitar atrasos e falta dos funcionários, e suspenderam os repasses para o DFTrans.

A autarquia reconhece os problemas com a bilhetagem eletrônica e diz que está a tentar regularizar o repasse. Além disso, já deu início a um processo de licitação para contratar uma nova empresa para operar o sistema de bilhetagem, mas isto só deve ocorrer em maio. De acordo com o DFTrans, o prazo para efetuar a licitação é entre 60 e 90 dias e espera-se ter um projeto mais desenhado para atender as necessidades do órgão e assim evitar estes transtornos.

Fonte: G1 DF