DF: Transdata bloqueia cartões de transporte

Desde o mês passado, trabalhadores que recebem vale-transporte por meio do DFTrans (órgão que controla o transporte público) não conseguem utilizar os cartões nos ônibus e precisam pagar a passagem do próprio bolso. A explicação está relacionada com a crise financeira do GDF: sem receber há cinco meses, a empresa responsável pela bilhetagem, Transdata, suspendeu serviços de manutenção, deixando o transporte público em um apagão técnico.

“A Transdata permanece sem receber por seus serviços, já inteirando cinco meses de atraso, atravessando gravíssimos problemas decorrentes desse atraso, motivo pelo qual estamos com os serviços de suporte suspensos”, declarou a empresa, por meio de nota oficial. Segundo o DFTrans, o GDF ainda faz o levantamento do valor da dívida -- que a Transdata não quis informar. O órgão declarou ao Metro que, enquanto isso, busca soluções junto às instituições para regularizar a situação. Ainda salientou que os valores repassados aos trabalhadores não serão perdidos e poderão ser usados quando o sistema voltar ao normal.

Prejuízos

O prestador de serviços de manutenção Jaci Teixeira Barbosa, 33, já foi diversas vezes ao guichê do DFTrans na rodoviária, saber porque não consegue usar seu vale-transporte. Ele mora em Planaltina e desde 27 de dezembro paga R$ 6 para ir e voltar. Um gasto que começa a pesar no orçamento mensal. “Eu tenho que tirar do meu salário, é mais de R$ 100 reais por mês. Já reclamei e nada”, desabafa.

Integração

O que impede os usuários de usarem o benefício é uma falha técnica, que já ocorreu algumas vezes no ano passado, que impede que os valores sejam carregados nos cartões. A Transdata, porém, diz que está “impossibilitada de buscar uma solução”. Como o software de bilhetagem é todo fornecido pela empresa, alguns passageiros que fazem a integração com o metrô também não conseguem passar nas catracas. O DFTrans informou que está tentando, com técnicos próprios, resolver o problema.

Fonte: Jornal Metro Brasília