DF: São José descumpre acordo e moradores de Brazlândia protestam no Eixo Monumental por falta de ônibus

Moradores de Brazlândia, no Distrito Federal, fecharam as seis vias do Eixo Monumental, na altura da Rodoviária do Plano Piloto, em Brasília, no sentido Torre da TV, no início da noite desta quarta-feira (21). Os manifestantes também fecharam a saída dos ônibus pela via N1. O protesto contra a falta de ônibus durou cerca de uma hora.

Durante o ato, a Polícia Militar desviou o trânsito para o Eixo Rodoviário Norte (Eixão). Segundo o tenente Rosenildo Lima, do 6º Batalhão, não havia uma liderança no movimento. O protesto teve início pouco antes das 19h, com participação de 100 pessoas participavam do ato.

Segundo os manifestantes, havia um acordo para que a Viação São José enviasse cinco ônibus para suprir paralisação da cooperativa de micro-ônibus Alternativa, mas os veículos não foram mandados. Os rodoviários da cooperativa estão em greve desde o dia 7 por atrasos nos salários de novembro e dezembro e no 13º. Quarenta ônibus e 140 trabalhadores estão há duas semanas sem rodar.


De acordo com o secretário da Mobilidade, Carlos Tomé, o plano para atender Brazlândia com ônibus da São José é temporário e emergencial. A pasta afirmou que todos os contratos das cooperativas serão analisados e fiscalizados. O DFTrans informou que o repasse diário para as cooperativas está em dia, mas que por conta da paralisação, a Alternativa não tem recebido a verba nas datas previstas.

Às 20h05, foram disponibilizados três ônibus da Viação São José para atender aos passageiros. O trânsito fluía normalmente na via e o acesso da rodoviária havia sido liberado. A colocação dos coletivos é parte do acordo acertado na última segunda.

O subsecretário de Movimentos Sociais e Participação Popular do GDF, Acelino Ribeiro, disse que mais quatro ônibus, além dos cinco do acordo, serão convocados para suprir a "demanda imediata".

Fonte: G1 DF