DF: Moradores da Asa Norte sofrem com os terminais rodoviários improvisados

Há anos o fim da Asa Norte é conhecido pelos terminais improvisados de ônibus. Moradores e rodoviários esperam que uma estrutura adequada finalmente saia do papel.

Os ônibus ocupam os dois lados da pista que levam ao Setor Noroeste. Os motoristas aguardam num local improvisado, espécie de barraco sem qualquer estrutura sob sol e chuva, sem banheiro a espera do horário de pico para voltarem a rodar. Os coletivos ficam no chão de terra. No período da seca, a poeira toma conta. Na estação chuvosa, o terminal transforma-se num atoleiro. Os rodoviários pedem um local melhor. Segundo motoristas, a promessa de construção de um terminal na Asa Norte já dura mais de 10 anos.

No retorno do Setor Hospitalar Norte, o improviso se repete: Uma faixa é ocupada pelos ônibus como estacionamento. Já no Setor de Clubes Norte, os banheiros são dois contêineres pichados e uma parada de madeira serve de local de descanso para os rodoviários.

O Secretário de Mobilidade, Carlos Tomé, diz que há necessidade de construção de novos terminais e o final da Asa Norte é prioridade. Segundo ele, a construção dar-se-á até 2016 e que está previsto no planejamento da pasta.

Fonte: G1 DF