DF: GDF diz que já repassou R$ 3 milhões para a Marechal

Motoristas, cobradores e técnicos de manutenção da empresa Marechal cruzaram os braços na manhã desta quarta-feira (21). Eles reivindicam o pagamento do adiantamento salarial e o repasse da cesta básica, que deveria ter sido depositado na terça.

"Todo dia 20, os trabalhadores recebem 40% de adiantamento salarial, além do pagamento da cesta básica. Porém, ontem o dinheiro não caiu na conta", explica o presidente do Sindicato dos Rodoviários, João de Deus.

No total, são cerca de 464 ônibus parados, que atendem parte de Taguatinga e do Park Way, Ceilândia, Guará, Vicente Pires, Águas Claras, Samambaia, Recanto das Emas e Gama.

Ainda segundo João de Deus, cerca de 3,2 mil trabalhadores aderiram à paralisação e só deverão voltar ao trabalho quando receberem o repasse. "Os representantes dos funcionários estão reunidos com o GDF para tentar uma negociação", concluiu.

De acordo com a Secretaria de Estado de Mobilidade do Distrito Federal, ainda na terça foram repassados para a empresa o valor de R$ 3 milhões destinados para a folha de ponto dos rodoviários. No entanto a justiça bloqueou o valor para ser repassado para um fornecedor da empresa.

Ainda segundo a Secretaria, todas as dívidas com os funcionários deste ano, foram quitadas. E afirma, ainda, que o GDF irá fazer um esforço adicional para, ainda hoje, pagar todas os atrasados do governo passado.

Até o fechamento dessa nota a empresa Marechal não havia se pronunciado.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília