DF: Continua a greve dos rodoviários das cooperativas

Rodoviários continuam paralisados, hoje, para cobrar os pagamentos dos salários, 13º e tiquete-alimentação. De acordo com o Sindicato dos Rodoviários do Distrito Federal, a greve das empresas Alternativa, MCS, Cootarde e parte da Coopatag, afetam sete regiões administrativas e aproximadamente 45 mil passageiros diariamente. Segundo o DFTrans, a dívida com as cooperativas chega a R$ 600 mil.

Segundo o presidente do Sindicato dos Rodoviários de Cooperativas de Micro-ônibus, Diógenes dos Santos, ainda não há nenhuma previsão de quando os servidores voltarão às ruas. “Enquanto não houver acordo, nós manteremos a paralisação”, concluiu.

Frente às dificuldades de caixa enfrentadas pelo governo, o secretário de Mobilidade do DF, Carlos Henrique Tomé, afirmou que não tem como impedir novas paralisações e novos transtornos. “Temos uma deficiência severa no caixa. A equipe econômica vai priorizar as despesas de acordo com critérios de urgência que estão sendo identificados. Não sei quais serão. Mobilidade é uma prioridade, mas ainda vamos conviver com essa situação, que não foi criada por nós”, declarou.

Fonte: Jornal Coletivo