DF: Oferta de transporte coletivo no Aeroporto JK é avaliada como a pior do país

Pesquisa da Secretaria de Aviação Civil (SAC) realizada com passageiros de 15 aeroportos do país, entre outubro e dezembro, avaliou o terminal de Brasília como o oitavo melhor do Brasil, com nota 4,03, em uma escala de 1 a 5. No levantamento anterior, o Distrito Federal ficou com a segunda posição, com nota 4,2. O aeroporto com melhor avaliação foi o de Viracopos, em Campinas, com nota 4,29.

O estudo é feito trimestralmente desde o início de 2013. Os usuários respondem a perguntas referentes a 48 quesitos, como tempo de espera em check-in, oferta de transporte público, restituição de bagagem, limpeza dos banheiros. Segundo a SAC, o número de confiança é de 95%, e a margem de erro é de 5%.

Brasília ficou em oitavo lugar por avaliações ruins nos itens “disponibilidade de tomadas” (2,67) e “transporte público” (2,48). Nos dois quesitos, o terminal da capital teve o pior conceito entre os passageiros. Os passageiros também deram notas baixas pelos valores praticados no comércio e em restaurantes e pelo preço do estacionamento.

Em contrapartida, o Aeroporto JK obteve a maior nota em “qualidade da sala vip” (5), ao lado do Santos Dumont, no Rio de Janeiro. Com nota 4,3, o terminal do DF teve a melhor avaliação no quesito “limpeza dos banheiros”.

A Inframerica, concessionária que administra o Aeroporto JK, disse que o terminal foi bem avaliado em itens como sala vip, limpeza do aeroporto e dos sanitários, cordialidade dos funcionários e disponibilidade de assentos, e que Brasília ficou com a segunda maior nota entre os quatro aeroportos que recebem mais de 15 milhões de passageiros por ano – atrás apenas de Congonhas, que obteve nota 4,06, e à frente de Galeão e Guarulhos (3,77 e 3,72, respectivamente). O quinto terminal em movimento do país, Confins, em Minas Gerais, também teve nota inferior a Brasília, com 3,81

“Todos os quesitos avaliados na pesquisa serão estudados para oferecer ao passageiro uma melhor qualidade. No quesito transporte público, que é de responsabilidade do Distrito Federal, o aeroporto entrará em contato com o governo para pedir uma adequação no fornecimento ao terminal”, afirmou a Inframerica.

O secretário de Mobilidade do DF, Carlos Tomé, afirmou que tem conhecimento do problema do transporte para o aeroporto e que vai ampliar a frequência da linha do ônibus executivo. “A secretaria estuda também a implantação do táxi pré-pago que já existe em vários aeroportos do mundo.” Segundo a pasta, a frota de táxi que atende ao terminal é de 1.500 veículos, entre segunda e quarta, e de 650 carros, de quinta a domingo.

Pesquisa

Foram avaliados os aeroportos de Viracopos, Brasília, Galeão, Guarulhos, Confins e Natal, entre os concedidos à administração privada, e Congonhas, Fortaleza, Porto Alegre, Santos Dumont (Rio de Janeiro), Recife, Curitiba, Manaus e Cuiabá, entre os geridos pela Infraero.

O segundo aeroporto com melhor avaliação foi o de Recife, com nota 4,28, seguido por Curitiba (4,27), Santos Dumont (4,19) e Salgado Filho, em Porto Alegre (4,16). O último colocado foi o aeroporto de Cuiabá, com nota 3,48, atrás de Guarulhos (3,73).

Segundo a SAC, a e evolução da média geral subiu de 3,84, no primeiro trimestre de 2013, para 3,94, nesta pesquisa. Os oito primeiros colocados obtiveram nota acima de 4. Na primeira pesquisa, apenas quatro tiveram este desempenho.

“Elegemos a satisfação dos passageiros como prioridade nos serviços aeroportuários prestados no Brasil e esta pesquisa deve funcionar como um guia para nossos parceiros, concessionários, empresas, órgãos públicos etc, aprimorarem estes serviços", afirma o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha.

A SAC informou que os itens que mais contribuíram para que Viracopos chegasse ao primeiro lugar foram eficiência dos funcionários do check-in, com nota 4,86, cordialidade (4,84) e tempos de fila na emigração (4,82) e no guichê (4,49).

A pesquisa também mostrou que 76% dos passageiros consideram os serviços aeroportuários como bons ou muito bons. Além de atribuir notas aos 48 quesitos, o entrevistado avalia a satisfação geral com o aeroporto.

Fonte: G1 DF